sexta-feira, 21 de setembro de 2007

JAZZ EM CADEIRAS DE PAU

Facto inédito este em Penacova. Pela primeira vez, desde que me lembro, vai actuar no próximo dia 22 (Sábado), no salão da Casa do Povo de Penacova um grupo de jazz, denominado "Quarteto de Hugo Antunes" vindo de uma actuação no Centro Cultural de Vila Flor em Guimarães, no âmbito do Portugal Jazz - Festival Itinerante de Jazz.
Não fosse a pesquisa feita ao site do Município de Penacova, não teria tido conhecimento desse evento, que tão timidamente nos é dado a conhecer.
É com agrado que verifico alguma actividade nessa área por parte dos organismos existentes em Penacova, com essa e com outras vocações.
A questão da adequabilidade e da acústica do espaço para receber uma banda de jazz, não terá sido bem avalidada pela entidade promotora mas, à falta de melhor, são bem-vindas estas iniciativas. Pena é, que não exista um auditório adequado para receber este e outros tipos de "encontros" musicais que não se enquadram no tipo de agrupamentos que se encaixam no Mosteiro do Lorvão.
Perguntei à Luísa se queria ser a minha companhia nessa noite, mas ela respondeu-me de imediato que não, por não ser esse o estilo de música que prefere e por não perceber muito bem como é que conseguem chamar àquilo música. Enfim, não respondi, como é óbvio. Já a menina Alice, o João e a Susana, mostraram-se, de imediato, bastante entusiasmados com a possibilidade de poderem assistir a um concerto de Jazz, mesmo ao pé da porta e a um preço (julgo eu) tão acessível (2,50 euros).
De qualquer maneira, não querendo ser pessimista, desejo que essa noite não seja (mais) uma para esquecer, tendo em conta o número de iniciativas que têm lugar nesta terra, especialmente vocacionadas para um público diferente daquele que, por norma, é mais acarinhado.

3 comentários:

António Luís disse...

Lembro-me bem de, há cerca de 10 anos, ter tido uma polémica, no Jornal de Penacova, com a então Srª Presidente da Casa o Povo, por causa da pobreza das instalações daquela casa...
...Volvidos 10 anos, a estimável Casa do Povo ainda é o único local "digno" para receber este e outrs tipos de espectáculo. Mesmo que os rabos doam, arrastados pelas cadeiras de pau!
Se assim não fosse, não seria Penacova!

recepcionista disse...

Meu caro, até me dá vontade de batizar esta vila e, nesse caso, seria "Paunacova".
Espero que os músicos não fiquem (muito) desiludidos com as condições que vão encontrar. Nem sei sequer que tipo de contrapartidas (se é que as houve) é que que lhes foram dadas para que aqui viessem. No entanto, e partindo do princípio que nada muda até lá, só faço votos para quem a assistência seja suficiente para ofuscar a "pequenez" das instalações. Mas, a julgar pela publicidade, tenho as minhas dúvidas. Tomara que eu me engane porque, se assim não for, nunca mais os vamos ver por cá e, pior que tudo isso, é a má imagem que eles daqui levam e a publicidade negativa que vão fazer desta terra.
Um abraço

Alípio Padilha disse...

li agora e fiquei curioso se estas más linguas terão tido razão?. tenho saudade do Malva. esse nem que fosse a dormir lá estaria....abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...