sexta-feira, 12 de outubro de 2007

AMBIENTALIDADES ELEGÍVEIS

- O homem que eu gostava que tivesse sido o presidente do E.U.A., aquele Sr. alto e bem constituído, com olhar cândido e bondoso, que concorreu com Bush à presidência daquele grande país, foi galardoado com Nobel da Paz. - disse a Susana muito satisfeita.
- Também sou da opinião que foi muito bem atribuído o galardão que destaca aqueles que mais se esforçam (ou esforçaram) por trazer a paz ao mundo sendo que, neste caso, se trata de uma paz ambiental, mais importante do que qualquer outra, pois garante a sobrevivência de todas as espécies que conhecemos ou tal como as conhecemos. - disse eu abanando a cabeça afirmativamente.
A menina Alice tinha acabado de chegar das aulas. Para ela o fim-de-semana já tinha começado e, com este solinho a brilhar, vinha muito bem disposta, como normalmente, aliás.
- De que estão vocês a falar? - perguntou.
- Daquele a quem foi atribuído o Nobel da paz. - respondeu a Susana.
- Bem sei, o Al Gore. Também acho que foi bem atribuído, só não sei se o efeito prático dessa nomeação não vai esbarrar contra a posição dos que mais poluem e, com isso, mais ganham. - disse a menina Alice bastante segura de si.
- Pois é menina Alice mas, também é verdade, que "água mole em pedra dura, tanto bate até que fura" e, a julgar pela água que aí vem, provocada pelo degelo, então é que, com toda a certeza, as coisas vão mudar. - disse eu ironizando
- Não seja írónico Mário, sabe muito bem onde quis chegar. - disse a menina Alice.
Entretanto, a menina Alice vai cumprimentar a D. Rosalinda e esta entrega-lhe uns documentos que, durante a manhã, alguém veio trazer à pensão. Era um assunto, também ele relacionado com a natureza, que se destinava a lançar um concurso de ideias para um logótipo e slogan da floresta e ambiente do Município de Penacova.
A menina Alice achou aquela iniciativa muito interessante e oportuna, tanto mais que ainda agora tinha estado a falar acerca do ambiente, mostrando-se de imediato disponível para participar. Só não tinha a certeza se valia a pena o esforço, não fosse tratar-se de um concurso de ideias semelhante àquele que ocorreu por altura da escolha do logótipo para o comércio local, cujos candidatos, o vencedor e a utilidade do mesmo, nunca alguém conheceu. Quanto aos prémios, até é melhor não falar (a pobreza continua).

2 comentários:

cfereira disse...

Qual comércio? Aonde? Em Penacova?
Logótipo? Desculpe, menina Alice, mas não sei do que está a falar...

cferreira disse...

Fiquei estupefacta com este:
- Concurso de Ideias, tem lógica, pois a Câmara precisa de ajuda...ninguém tem ideias.
- O Ambiente e a Floresta, é irónico. Se o concurso está aberto às escolas, aos estudantes, como é que estes meninos ou meninas podem ter ideias para 1 logótipo, quando são os primeiros a não respeitar o ambiente e a floresta.
Podia ser um Concurso para todos os municípes do concelho. Aí está, não há ideias...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...