domingo, 14 de outubro de 2007

LUIS E A SOMBRA

Ontem ainda vi um pouco do congresso do P.S.D.. Apercebi-me que Luís Filipe Menezes está completamente controlado pela astúcia e frieza política de Santana Lopes e dos seus correligionários.
Lembrei-me da conversa que eu e o Paulo tivemos aqui há cerca de 15 dias e também me lembrei que o novo líder do P.S.D. não tem assento no parlamento, logo, a oposição vai ter como principal protagonista, o primeiro-ministro cessante.
Será que é agora que a (verdadeira) luta pela sucessão no P.S.D. vai começar ou será que Santana vai apenas seguir as "orientações" de Menezes na liderança da bancada social-democrata?

4 comentários:

Kruzes Kanhoto disse...

O homem avisou que ia andar por aí...

recepcionista disse...

E sem dúvida nenhuma que vai, com Portas, incomodar muito a maioria socialista, contudo, a "dupla" já demonstrou que não funciona e que apenas representa uma parte da sociedade que, como tiveram ocasião de provar, não se revê nem representa a maioria do povo português, logo, a escolha de Santana só revela a falta de opções do líder do P.S.D., mais conhecido pelo "choramingas" e a crise instalada no maior partido da oposição, que não é necessariamente o melhor.

Luís disse...

Não vás por aí, amigo!
Portas é, neste momento, um flop e está bastante desacreditado.
E a oposição que ele "faz" a Sócrates é milimetricamente estudada, não vá o pós-2009 recomendar esse cuidado...

recepcionista disse...

Poderás ter razão mas, que Luis Filipe Menezes é demasiado impulsivo não existem dúvidas, tanto mais que meteu o "pé na poça" ao convidar Manuel Ferreira Leite a continuar no cargo que ocupou até ali. Além disso, ou me engano muito, ou vai ser essa impulsividade que o vai atraiçoar no momento em que terá que existir uma alternativa credível à política governativa do país o que, neste momento, ainda não acontece.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...