terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

A IMPORTÂNCIA DA LIQUIDEZ

- E as “passajolas” Mário, não se realizam este ano?
- Parece que não Susana, pelo menos a julgar pelo que ouço, ou melhor, pelo que não ouço.
- Era engraçado ouvir do "Penedo da Carvoeira" aquelas piadas acerca deste ou daquele, daquilo que todos sabiam que acontecia, mas que ninguém tinha coragem para contar.
- Pois, mas houve alguém que não achou tão engraçado assim e acabou-se o espectáculo.
- Tal como todos os espectáculos nesta terra.
- Então e a lampreia, vai ou não vai?
- Vão-se vendendo mais ou menos, se bem que ainda não começou a "Semana da Lampreia"...
- E o preço também não ajuda, convenhamos!!!
- Claro que não. Sabes que desembolsar 80 euros de repente, não é nada fácil.
- Deixa lá que, "enquanto há visa há esperança", como dizia um amigo meu.
- Olha Mário, o que eu te digo é que já se vende lampreia por todo o lado, e aqui nada.
- Tem calma contigo Susana, a estratégia é deixar os outros começar a publicitar a iguaria para depois se dar início à verdadeira "Semana da Lampreia".
- Pois, tens razão, a D. Rosalinda até falou que vai caprichar este ano e fazer uma coisa mais de acordo com a época.
- Claro, basta juntar a tua competência à da Cristina, para obter um resultado excelente.
- Obrigado pela parte que me toca. Outra coisa que eu gostava de te perguntar era acerca do Filipe.
- Filipe?
- Sim, o caixeiro viajante.
- Bem sei, que parvoíce a minha. Passa-se alguma coisa com, ele?
- Não, não, isto é, espero que não. Era só para saber que produtos é que ele vende.
- Ah, já percebi. Para se ter franco nem eu sei muito bem, ouvi falar de algo que tem a ver com comida biológica, daquela saudável que agora só em estufas é que se produz.
- Pois, antes era na horta que se tinha no quintal, depois começaram a vender os herbicidas e os pesticidas para combater as pragas, agora aquilo que produzimos não vale nada e eles, cheios de razão, vêm dizer que aquilo que vendem é que é bom.
- Mas são bons e de qualidade Susana, temos que admitir.
- Claro, bons e caros....
- Era com dizia o Director Nacional da P.J. em entrevista à Rádio Renascença, a propósito da justiça. Quem quer boa saúde tem que a poder pagar.

1 comentário:

tremoceira disse...

- Muito bem dito Susana e Mário.
Eram bem giras as passajolas, as pessoas vinham para a rua para poder ouvir melhor e fartavam-se de rir, ninguém era identificado, mas sabia-se para quem era dirigida aquela desgraça falada através de 1 autifalante.
Enquanto à lampreia, meus queridos, comam-na vocês, porque eu gosto muito mais de tremoços. E quanto àquele da PJ, ele primeiro que acabe de dizer alguma coisa, 1 pessoa até só tem vontade de lhe dar é um abanão, ó menino ...tu mexe-te, desenvolve ou então desmaia 1 bocadito.
Então, tudo bem com com vocês?
Susanita, então e tu, vê se também te desencalhas.
E tu ó Mário, vê se tens juizinho, porque tudo se sabe, meu querido.
Adeusinho, volto 1 dia destes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...